ptzh-CNenfrdeitjarues

Estudo sobre demanda de EPIs em hospitais é publicado na Knowledge-Based Systems

Estudo sobre demanda de EPIs em hospitais é publicado na Knowledge-Based Systems

Modelo foi desenvolvido durante a pandemia por pesquisadores do CeMEAI e da Bionexo

estoque seguro

O estudo denominado Safety-Stock: Predicting the demand for supplies in Brazilian hospitals during the COVID-19 pandemic, desenvolvido por pesquisadores do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), em parceria com a empresa Bionexo, ganhou destaque internacional recentemente ao ser publicado pela Knowledge-Based Systems.

“Neste sistema, construímos modelos estatísticos que combinam dados históricos de consumo de equipamentos de proteção individual (EPIs) por hospitais, protocolos atuais de seus usos e dados epidemiológicos relacionados à doença para obter modelos preditivos de demanda por equipamentos de proteção individual em hospitais brasileiros durante a pandemia”, explicou uma das autoras Cibele Russo Novelli.

A plataforma já foi implantada com sucesso no Brasil e o modelo adaptado para a Argentina. Ela estima a quantidade necessária de EPIs e insumos por unidade hospitalar em determinada região com base em dados históricos e curva epidemiológica, permitindo projetar o consumo futuro e incentivando a solidariedade entre os hospitais, com o objetivo de assegurar que os estoques sejam usados de maneira efetiva em favor da população, especialmente durante a pandemia quando os materiais tornaram-se limitados na luta global para atender e salvar vítimas da Covid-19.

A solução só foi possível com a soma de esforços de pesquisadores dos laboratórios de Estatística e de Otimização (ICMC/USP), Centro de Estudos de Risco (CER), Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e da iniciativa privada, por intermédio da empresa de soluções digitais para gestão de processos em saúde, a Bionexo.

“A publicação no periódico de alto impacto Knowledge-Based Systems é um importante reconhecimento desta colaboração entre a academia e a empresa, estabelecida no início da pandemia de COVID-19 no Brasil. Naquele momento, as desigualdades de acesso à saúde se intensificaram com a escassez de EPIs em muitos hospitais brasileiros. Em poucas semanas de trabalho intenso, a ferramenta foi desenvolvida e disponibilizada para o uso dos hospitais. Mais tarde, ainda em 2020, uma adaptação da metodologia foi produzida em parceria com a Bionexo Argentina, levando em consideração a situação pandêmica local e a disponibilidade de dados de acesso público do país”, observou Cibele.

O coordenador de Transferência Tecnológica do CeMEAI, Francisco Louzada Neto, que também é um dos autores da pesquisa, lembrou que a parceria com a empresa Bionexo teve início no Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais. “Importante ter tecnologia desenvolvida por uma equipe de brasileiros que agrega tanto acadêmicos quanto profissionais da indústria. Essa parceria só foi possível porque o Cemeai atendeu a empresa em um dos workshops organizados para aproximar a matemática da indústria. O laço de confiança com a Bionexo foi estendido e fez com que essa tecnologia fosse desenvolvida, auxiliando mais pessoas ao redor do mundo a vencer desafios da pandemia com auxílio da estatística”, comentou.

Contribuíram com o estudo os pesquisadores Oilson Alberto Gonzatto Jr (ICMC/USP e UFSCar), Diego Carvalho Nascimento (Universidade do Atacama, Chile), Cibele Maria Russo Novelli, Marcos Jardel Henriques, Caio Paziani Tomazella e Maristela Oliveira Santos (ICMC/USP), Denis Neves, Diego Assad. Rafaela Guerra e Evelyn Keise Bertazo (Bionexo), José Alberto Cuminato e Francisco Louzada Neto (ICMC/USP).

 

Sobre a Bionexo

A Bionexo é uma empresa de tecnologia que oferece soluções digitais para gestão de processos na saúde.

Através de soluções digitais de alta performance, promove a automação de processos, aumentando a visibilidade e transparência da informação para uma tomada de decisão mais rápida e inteligente.

Fundada em 2000, a Bionexo conhece a complexidade que envolve o negócio da saúde, o que a torna a maior referência na construção de soluções digitais em nuvem para saúde, contribuindo decisivamente para a profissionalização do setor.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira – Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Última modificação em Quinta, 12 Mai 2022 15:14