Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Pesquisador do CeMEAI é empossado presidente do CNPq

Pesquisador do CeMEAI é empossado presidente do CNPq

João Luiz Filgueiras de Azevedo foi apresentado pelo ministro Marcos Pontes na sexta, 22

 

azevedo

Azevedo (à direita) recebe posse ao lado do ministro Marcos Pontes. Foto: CNPq

 

O engenheiro aeronáutico João Luiz Filgueiras de Azevedo, pesquisador principal do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), pesquisador do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), tomou posse como novo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Azevedo foi apresentado pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, na sexta-feira, 22 de fevereiro, em uma cerimônia que aconteceu na sede do Conselho, em Brasília.

Durante a cerimônia, Azevedo destacou seu apoio à pesquisa básica. "É preciso compreender que o apoio à pesquisa de base é fundamental para que se possa chegar a inovações, produtos ou processos que tenham impacto no bem estar do cidadão comum. Se somos capazes de fazer inovação hoje é porque a pesquisa já foi realizada no passado, a ciência foi feita e o conhecimento já foi gerado e dominado. Não há inovação sem pesquisa prévia que gere o conhecimento necessário para o desenvolvimento do produto ou do processo inovador", disse.

Em seu discurso de posse, o presidente destacou outros pontos que irão permear sua gestão como condutas e atuação. “As linhas mestras do nosso trabalho estão pautadas pelos pilares de atuação do MCTIC que, como já indicado diversas vezes pelo Ministro Marcos Pontes, consistem em se gerar conhecimento, para desta forma ser capaz de produzir riquezas e, assim, poder melhorar a qualidade de vida da população brasileira”.

Alinhamento orçamentário

“Começamos o ano de 2019 com um déficit substantivo em nosso orçamento em comparação aos compromissos já assumidos para este ano. O Ministro Marcos Pontes tem empreendido esforços no sentido de buscar recompor este orçamento. Estamos iniciando um trabalho de acompanhamento de egressos, que vai ao encontro de solicitações do MCTIC de que precisamos demonstrar para a sociedade os resultados efetivos dos recursos investidos em termos de fomento e de bolsas. Já começamos também atividades no sentido de reavaliar alguns dos nossos custos próprios para reduzir o custo de funcionamento da máquina e, assim, poder liberar mais recursos do orçamento”.

Decisões e visão de futuro

“É bem possível que tenhamos que tomar decisões difíceis nos próximos meses que serão tomadas pautadas pela transparência.  É uma honra e um privilégio poder estar à frente do CNPq e que dedicarei todos os esforços possíveis no sentido de estar à altura da missão que me foi confiada. Conto com a colaboração dos colegas do CNPq, e dos colegas da comunidade científica, para que juntos possamos fortalecer a nossa Instituição, cumprir com o trabalho que é de nossa responsabilidade e, desta forma, contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil”.

Currículo

De acordo com o seu currículo na plataforma Lattes, Azevedo possui graduação em Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), mestrado e doutorado pela Stanford University, nos Estados Unidos. Atualmente é pesquisador titular (A-III) do IAE, do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), e professor colaborador do ITA.

Entre 2004 e 2008 atuou como Diretor de Transporte Espacial e Licenciamento (DTEL) da Agência Espacial Brasileira (AEB). Em 2005 foi condecorado com a Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico (OMA), no Grau de Comendador.

No CeMEAI, Azevedo desenvolve relevantes pesquisas na área de Mecânica dos Fluidos como a que investiga ondas de choque, fenômeno que aparece em objetos que voam a uma velocidade maior que a do som. Outro estudo aborda superfícies hipersustentadoras de aeronaves, há ainda um trabalho que visa reduzir ruídos de aeronaves e de veículos lançadores. E um dos trabalhos sobre escoamentos turbulentos para aplicações aeroespaciais foi solicitado pela NASA para fazer parte do banco de dados de pesquisas.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Última modificação em Segunda, 25 Fevereiro 2019 18:55