Imprimir esta página

Matemático do CeMEAI comenta crise na Bolsa de Valores

Matemático do CeMEAI comenta crise na Bolsa de Valores

Operações seguem numa frequência de queda jamais vista

 

Como ninguém ainda sabe o real impacto que a pandemia do novo coronavírus terá sobre a economia global, analistas da Bolsa de Valores revisam cenários a todo instante. Em apenas uma semana (16 a 20 de março) as ações despencaram, provocando quatro interrupções das sessões, o chamado "circuit breaker", como nunca havia acontecido.

A Bolsa segue sendo interrompida com seguidas baixas e tentamos entender com o matemático Geraldo Nunes da Silva esse momento. Geraldo é professor no Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, da UNESP, em São José do Rio Preto e também pesquisador principal do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e tem importantes pesquisas e trabalhos na área financeira.

 

Matemático do CeMEAI comenta crise na Bolsa de Valores

Como ninguém ainda sabe o real impacto que a pandemia do novo coronavírus terá sobre a economia global, analistas da Bolsa de Valores revisam cenários a todo instante. Nas últimas semanas, as ações despencaram, provocando várias interrupções das sessões - o chamado "circuit breaker" - como nunca havia acontecido. Tentamos entender esse momento com o matemático Geraldo Nunes da Silva, professor do Ibilce/Unesp e pesquisador do CEPID - CeMEAI. Confira:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Terça-feira, 31 de março de 2020

Última modificação em Terça, 07 Abril 2020 18:04