Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Eventos

SBPC usará sistema do CeMEAI para avaliar a Reunião Anual da entidade

Organizadores do evento terão números em tempo real sobre as opiniões dos participantes

 

A 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que começou no último domingo (12) em São Carlos, vai contar com um sistema desenvolvido pelo CeMEAI para saber a opinião dos participantes sobre o evento.

O Sistema de Avaliação Online (SAO) foi criado sob a supervisão do Coordenador de Transferência de Tecnologia do CeMEAI, Francisco Louzada Neto. O funcionamento do SAO é bem simples: os participantes da SBPC receberão um e-mail com um nome de usuário e uma senha de acesso ao site da avaliação. Depois disso, é só responder a algumas perguntas – algumas de características pessoais, como nome, idade e sexo, e algumas sobre o evento, como infraestrutura, instalações etc.

O grande atrativo do SAO é que ele permite a atualização em tempo real do relatório com as respostas. Conforme um participante responde ao questionário, o relatório é atualizado automaticamente, o que permite, por exemplo, que sejam feitas mudanças em alguma parte do evento que não esteja agradando ao público. A previsão é que o SAO comece a ser usado na SBPC ainda nesta quinta-feira (16).

Nos últimos quatro anos, o Sistema de Avaliação Online já foi utilizado para avaliar mais de 40 eventos, dentro e fora do Brasil, e tem ajudado organizadores a controlarem os eventos de acordo com as reações do público. Além disso, algumas agências de fomento, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), solicitam avaliações do evento na prestação de contas – outra demanda que pode ser suprida pelo SAO.

 

 

A SBPC - São Carlos vai utilizar um sistema do CEPID - CeMEAI para avaliar a 67ª Reunião Anual da entidade. Entenda:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quinta, 16 de julho de 2015

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Professores do CeMEAI dão minicurso de Estatística na SBPC

A reunião anual também tem música, cultura indígena e estandes de tecnologia

 

Um minicurso dado por professores do CeMEAI foi uma das atividades desta quarta-feira na 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Jorge Luis Bazán e Mariana Cúri escolheram o tema “Avaliação Educacional: entendendo a teoria da resposta ao item”. Na sala, cerca de 15 pessoas, a maioria professores. A atividade faz parte das ações pra divulgar a Estatística, promovidas pela Associação Brasileira de Estatística, com apoio do Conselho Regional do setor. 

A SBPC segue até sábado, na área norte da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com palestras, exposições, museu itinerante, atrações de dança e de música, praça de alimentação e até uma tenda indígena. O estande do CEPID-CeMEAI fica no pavilhão da Expo T&C. É uma área de 6 mil metros quadrados, aberta sempre das 10h às 19h.

A programação completa da Reunião você confere no site do evento.

Veja o vídeo sobre o minicurso do CeMEAI e as outras atrações do evento da SBPC:

 

Os professores Jorge Luis Bazán e Mariana Cúri, associados ao CEPID - CeMEAI, ofereceram um minicurso na SBPC - São Carlos. Veja na reportagem:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Quarta, 15 de julho de 2015

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

67ª Reunião Anual da SBPC conta com estande do CeMEAI

Evento sediado na UFSCar vai até o próximo sábado

O CEPID - CeMEAI está marcando presença na SBPC - São Carlos! Saiba mais sobre a participação do Centro e sobre o evento em geral:

Publicado por CEPID - CeMEAI em Segunda, 13 de julho de 2015

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) está organizando, entre os dias 12 e 18 de julho, a 67ª Reunião Anual da entidade. O evento, sediado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e ligado aos Ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, tem como tema “Luz, Ciência e Ação” e deve reunir cerca de 20 mil pessoas entre estudantes, docentes, cientistas e cidadãos interessados em ciência e tecnologia de todas as partes do Brasil.

Pela primeira vez, o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI) participa do encontro, que é o maior evento do gênero na América Latina e discute, de diversas formas, as políticas de ciência, tecnologia e educação no Brasil. Os quatro espaços principais do evento são a SBPC Cultural, a SBPC Jovem, a SBPC Indígena e a Expo T&C.

O Expo T&C concentra pesquisas das áreas de tecnologia e ciência. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) dedicou seu espaço na Expo T&C para apresentar seus Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) – entre eles, o CeMEAI.

O estande do CeMEAI conta com um monitor vertical para apresentar um vídeo institucional, que explica as áreas de pesquisa do Centro e apresenta algumas parcerias com indústrias. Além disso, integrantes do CeMEAI estão presentes no local para explicar os trabalhos do Centro e tirar dúvidas dos interessados.

O horário de visitação do estande é das 10h às 19h até o encerramento da Reunião, no próximo sábado (18). Mais informações podem ser encontradas no site do evento.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Leonardo Zacarin – Comunicação CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Estudantes participam da Feirinha de Problemas no ICMC

Ideia é trazer situações reais de empresas para serem resolvidas por eles

Cerca de 40 estudantes do ICMC participaram nesta manhã de mais uma edição da Feirinha de Problemas, realizada no auditório Professor Luiz Antonio Favaro. A iniciativa quer aproximar os alunos da realidade das empresas. Segundo o coordenador do evento, o professor Edson dos Santos Moreira, do Departamento de Sistemas de Computação e pesquisador do CeMEAI, “a ideia é motivar os alunos com problemas da vida real, com aplicações práticas que eles podem explorar. Eventualmente fazendo a sua própria empresa”.

Dois empresários foram convidados a participar da Feirinha. O primeiro deles, Eugênio Lysei, é diretor de operações e engenharia da Enalta, empresa que atua há 20 anos no ramo da automação agrícola. Ele apresentou dois desafios para os estudantes relacionados às redes móveis e às dificuldades de transmissão de dados do campo para a cidade e elogiou a iniciativa: “É uma das mais louváveis da Universidade de São Paulo para colocar os alunos em contato com os problemas do mundo real. Nossas maiores dificuldades dizem respeito às telecomunicações, à utilização das teorias da computação para a implementação de novos protocolos compatíveis com as nossas necessidades no Agronegócio”.   

Depois do Eugênio, quem falou foi o empresário Victor Morandini Stabile, sócio-diretor da Sanca Ventures, incubadora e aceleradora de startups. “Eu trouxe três problemas. Um deles é um conseguir um aplicativo para Smart TV que permita a donos de estabelecimentos mostrarem suas ofertas para os clientes, fazendo também com que anunciantes de fora coloquem publicidade dentro desses estabelecimentos. Outra ideia que nós trouxemos é a de um aplicativo para ensino de línguas – especificamente para aulas de conversação – que conectaria alunos com professores. E o outro problema é uma câmera para monitoramento residencial, para você conseguir instalar fácil na sua casa, conectando na internet para monitorar remotamente o que está acontecendo e o servidor também detectaria movimentos ou atividades anormais na residência e te alertaria com uma notificação no celular.

Os problemas apresentados na Feirinha serão resolvidos pelos alunos no segundo semestre. Entre o público do auditório estava Tales Correia, estudante de Ciências da Computação, que estava animado depois da Feirinha. “É uma oportunidade de você sair um pouco do ideal e ver a aplicação de fato. Pegar por exemplo as limitações do campo e trabalhar para melhorar a situação atual. Pegando um problema real você vê que está ajudando alguém e é muito melhor”, comemora.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP). 

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Fotos: Leonardo Zacarin - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CeMEAI participa da 67ª Reunião Anual da SBPC

Estande terá vídeo sobre os trabalhos desenvolvidos e pesquisadores tirando dúvidas 

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) terá um estande na Expo T&C – mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação – durante a Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O evento vai ser realizado de 12 a 18 de julho na Universidade Federal de São Carlos, e tem como tema “Luz, Ciência e Ação” em comemoração ao Ano Internacional da Luz. Na programação geral, haverá mais de 200 atividades, além de 64 conferências, 62 mesas-redondas e mais de 50 minicursos. A cada ano a reunião é feita em um estado brasileiro, reunindo milhares de pessoas. No ano passado o evento foi no Acre e em 2013 em Pernambuco. Nesta edição, segundo a organização são esperadas entre 15 mil e 20 mil pessoas, entre estudantes, pesquisadores, professores, visitantes e profissionais liberais.

No pavilhão da Expo T&C, que tem 6 mil metros quadrados, o CeMEAI marca presença em um estande na área da FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa - no espaço destinada aos CEPIDs, Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão. Pesquisadores estarão tirando dúvidas dos visitantes, será entregue material de divulgação do Centro e um vídeo vai ilustrar o trabalho realizado pelos docentes.  O CeMEAI já tem parceria com várias empresas, como o SAAE, a Electrolux e a Fultec, além de projetos para a indústria moveleira, aviários, indústria petrolífera e para as áreas de saúde, biossegurança e transporte, entre outras.’

Juntamente à Reunião Anual, também haverá a SBPC Jovem (com programação exclusiva para estudantes dos ensinos Fundamental e Médio), a SBPC Indígena (debates de temas indígenas), a SBPC Inovação (conferências e mesas-redondas) e a SBPC Cultural (atividades artísticas e culturais).

De acordo com a organização, a conferência de abertura está programada para o dia 13 de julho, no Teatro Florestan Fernandes, às 10h30, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo.

Para outras informações, acesse a página do evento.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Diretor do CeMEAI faz palestra no Museu da Ciência

José Alberto Cuminato vai falar da matemática no dia a dia

Amanhã, quinta-feira, a matemática vai ser tema do ciclo de palestras “Ciência e Riqueza Social”, no Museu da Ciência Mário Tolentino, em São Carlos. O evento – que começa às 19h30 - é realizado quinzenalmente e tem o objetivo de mostrar a ciência desenvolvida nas universidades e em institutos de pesquisa. O convidado desta semana é o diretor do CEPID-CeMEAI, José Alberto Cuminato.

Saiba mais detalhes sobre a palestra!

Veja como foi a participação do CeMEAI no Pint of Science

Entre os dias 18 e 20 de maio, a cidade de São Carlos foi uma das sedes do Pint of Science, festival internacional de divulgação científica que ocorreu simultaneamente no Reino Unido, na Irlanda, na França, na Itália, nos Estados Unidos, na Austrália, na Espanha, na Alemanha e, pela primeira vez, no Brasil. Confira como foi a participação do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI) no evento!

 

Veja também: Inovação e ciências matemáticas no Pint of Science 2015

Imagens e edição de imagens - Leonardo Zacarin

Assessoria de Comunicação - CeMEAI

 

Edição de texto - Carla Monte Rey

Assessoria de Comunicação - CeMEAI

Inovação e ciências matemáticas no Pint of Science 2015

CEPID-CeMEAI discutiu essa temática no Festival Internacional de Divulgação Científica

Francisco Louzada Neto, pesquisador do CeMEAI, foi o mediador do evento

 

Quarta-feira, sete e meia da noite. Aos poucos, o espaço do Mosaico Restaurante, no centro de São Carlos vai ganhando público. E fica lotado. Gente que chega para prestigiar uma das últimas mesas-redondas do Pint of Science 2015, evento internacional de divulgação científica realizado pela primeira vez no Brasil, por iniciativa do ICMC – Instituto de Ciências Matemáticas e da Computação. Foram seis mesas-redondas ao todo, em locais mais descontraídos, como restaurantes e bares. Tudo para aproximar pesquisadores, empresários e a comunidade em geral.

Quem coordenou o bate-papo foi o pesquisador Francisco Louzada, também coordenador de transferência tecnológica do CEPID-CeMEAI – Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria. Além de Louzada, cinco convidados falaram sobre o tema: José Alberto Cuminato – diretor do CEPID-CeMEAI, Edson Leite – coordenador de transferência tecnológica do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (da UFSCar), Eduardo Brito – agente de inovação e analista administrativo da Agência USP de Inovação, Emiliano Valério -  diretor da empresa Stepwise, de consultoria estatística, e Euclides Matheucci Jr., diretor da DNA Consult Genética e Biotecnologia.

Francisco Louzada falou de inovação, palavra que vem do latim (innovare) e está relacionada à mudanças, ao redescobrir sempre. E a Matemática onde entra nisso? O tempo todo. “Desde que acordamos temos a matemática no despertador, conseguimos programar um tempo pra tomar um café, depois recebemos pela tv informações como as estatísticas de crimes, resultados de jogos etc”, ressaltou.  

A estrutura do CeMEAI também foi reforçada: funciona como uma ponte entre a universidade e a comunidade. “Há um problema industrial, há uma análise, teorização e proposição de solução desse problema, depois um treinamento dos profissionais envolvidos para assimilação dos resultados e por fim a transferência assistida de tecnologia”. Também foram exemplificados os trabalhos do CeMEAI junto às indústrias da área da saúde, projetos de detecção de talentos esportivos, modelagem estatística para detecção de fraudes, e trabalhos junto à empresas petrolíferas, de móveis e de produção de frangos. São apenas alguns dos cerca de 50 projetos do Centro. Parcerias com mais de 30 empresas.

Foram citados ainda pelo professor a Clínica Matemática, já em prática auxiliando por meio das ciências matemáticas as empresas na solução rápida de problemas, e o MECAI – Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação aplicadas à Indústria, voltado para a formação de pesquisadores aptos a identificar problemas complexos no setor empresarial por meio de uso eficiente e crítico de métodos matemáticos, estatísticos e de computação. Este ano o mestrado teve 151 inscritos. Louzada explicou que a ideia do CEPID ganhou ainda mais força com o professor José Alberto Cuminato, atual diretor do CeMEAI. “O símbolo do CeMEAI é uma espécie de semente conectada a uma engrenagem em formato de flor, fazendo alusão a semear as ciências matemáticas, levando-as às industrias”, disse ele.

Países desenvolvidos são países que inovaram em ciências matemáticas

José Alberto Cuminato, falou sobre a realidade do Brasil e de outros países em desenvolvimento em relação às ciências matemáticas. “Elas têm geralmente histórico acadêmico. Se perguntarmos aos alunos o que esperam da formação em matemática muitos dirão que pretendem ser professores ou no máximo professores universitários. Os nossos próprios alunos não esperam ter um emprego em um banco. E isso tá mudando, porque as necessidades vão aparecendo e tudo muda.  Se a matemática é um mistério, eu diria que nenhuma sociedade se desenvolveu sem levar em conta as ciências matemáticas. Pra sermos um país em desenvolvimento, teremos que passar pela matemática como uma ferramenta de produção. O desenvolvimento depende disso”, explicou Cuminato. O principal ponto de inovação, segundo ele, é convencer as pessoas da importância disso, o que não é simples. “Muitos pensam que é um xadrez: você pensa, decora e pronto. Ninguém pensa que o celular só funciona porque existem alguns teoremas. A maioria das inter-relações de seguros, empréstimos, só funciona porque existem as ciências matemáticas.” Finalizou deixando a mensagem de que as ciências matemáticas tem que ir além do jogo, tem que apresentar consequências. Sem tecnologia não teríamos luzes acesas, cerveja gelada. A matemática é uma parte integrante de tudo. Não pode ser uma linguagem isolada, que serve pra deixar o pessoal doido e atrapalhar a vida das pessoas”, concluiu o diretor do CeMEAI.

Empresas necessitam da matemática mais do que imaginam

Foi com a ideia de que as empresas necessitam das ciências matemáticas que o biólogo de formação e empresário Euclides Matheucci Jr. continuou a conversa no restaurante. E deu o próprio exemplo pra ilustrar a realidade. “Eu trabalho com uma tecnologia nova, que é genômica. As ideias inovadoras são interdisciplinares e a matemática é isso. Eu sou biólogo formado pela USP de Ribeirão Preto e comecei a minha empresa em 1996 com sequenciamento de DNA. Até a alguns anos eu tirava o sangue, tratava os dados e emitia um laudo. Hoje é impossível fazer isso porque em cada gerenciamento geram-se muitos dados. Preciso de uma matemática robusta pra me ajudar. Isso é muito claro no meu trabalho no dia-a-dia. Fico feliz e orgulhoso de ter uma iniciativa assim do CEPID que traz respaldo ao meu trabalho”.  O empresário disse ainda que tem certeza de que o CEPID-CeMEAI vai trazer um ganho enorme de qualidade às empresas.

Mais parcerias, menos burocracia

Eduardo Brito, agente de inovação e analista administrativo da Agência USP de Inovação falou das palavras “parceria” e “produto”. Disse que a agência de inovação tem como estreitar os laços para que essas parcerias gerem cada vez mais produtos. Explicou que a agência está com a universidade para facilitar a formação dessa parceria, dessa formalização. Falou do lançamento do portal de convênios, que já foi implantado e diminuiu a burocracia entre os pesquisadores e as empresas. “Ganha-se agilidade. A agência quer ser parceira, facilitadora. E vocês podem contar com nosso apoio”, finalizou Brito.

Inovar é ter profissionais preparados para resolver problemas nas empresas

Edson Leite, coordenador de transferência tecnológica do CEPID-CDMF (UFSCar) falou também de sua experiência nos últimos 11 anos no centro. “Às vezes a ciência é bem feita, mas falha-se na inovação. Então tentamos traçar uma estratégia diferente, com o CEPID sendo nucleador de novas tecnologias. Criamos dentro do nosso CEPID um órgão pra gerar empresas e tecnologias. Temos a área física e equipamentos, vamos instalar a planta-piloto para as empresas usarem. A proposta do CEPID-CeMEAI da USP é inovadora. Tem que haver pessoas que se dediquem dentro da empresa pra que a inovação dê certo. Às vezes a conversa é muito difícil, principalmente quando se trata da matemática, Acredito que seja um dos maiores desafios de vocês. Achei interessante o MECAI temático e acredito que este vai ser o caminho: criar recursos humanos para a indústria fornecendo corpo técnico qualificado. Esta é a mensagem que deixo”, concluiu o pesquisador.

Ciências Matemáticas além dos portões da universidade e dos bancos

Emiliano Valério foi aluno da Estatística da UFSCar. E hoje está à frente de uma empresa de consultoria na área. O empresário foi aluno do professor Louzada e trabalhou 12 anos no setor financeiro. “O que percebemos é que as ciências matemáticas no setor financeiro já foram bem exploradas. Estão muito bem inseridas nos bancos, nas seguradoras. Percebo que falta estatística em outros setores, e é uma oportunidade grande delas atenderem estes setores. A questão da inovação não vem muito das empresas. Geralmente nasce e fica dentro da academia. Por isso é fundamental que as indústrias se aproximem da universidade; por outro lado a universidade tem que se voltar ao empreendedorismo, formando profissionais que saibam montar o próprio negócio, que entendam do tema”, ressaltou Valério.

Depois de uma hora e vinte minutos de apresentações e ponderações, as pessoas que estavam presentes também puderam fazer perguntas e tirar as dúvidas sobre o tema. Enquanto isso, universitários ligados a projetos do CEPID-CeMEAI apresentavam nas mesas alguns dos trabalhos desenvolvidos. São iniciativas que já deram resultado, como o software que detecta talentos esportivos, o iSport, implantado em escolinhas de futebol.

Além de universitários e professores do Instituto de Ciências Matemáticas e da Computação e do Departamento de Estatística da UFSCar, também estiveram presentes pessoas que não são da área. Vieram pela curiosidade. Maysa Marinho Ramos é pedagoga, e aproveitou que o marido ia ao evento pra acompanhá-lo. “Acredito que as ciências matemáticas devam sim ultrapassar o universo acadêmico. Como todos eles disseram, a gente precisa muito da Matemática”, comentou ela. Também assistiram ao bate-papo comerciantes da cidade e até uma funcionária do Departamento de Artes de uma Universidade de Salvador, que estava na cidade visitando o filho, estudante da USP.

Antes mesmo do evento terminar, a organização do Pint of Science divulgou que outras cidades se interessaram em replicar essa inciativa. E que o evento já está confirmado para o próximo ano.

Veja como foi a participação do CeMEAI no Pint of Science!

Sobre o Pint of Science

O evento surgiu em 2012 em Londres, quando dois cientistas do Imperial College of London (Michael Motskin e Praveen Paul) organizaram um encontro de pesquisadores. Eles reuniram pessoas portadoras do mal de Parkinson e do Alzheimer, porque pesquisam as doenças e gostariam de compartilhar os estudos com a comunidade. Como o encontro teve repercussão, eles o batizaram de Pint of Science e passaram a realizar anualmente pra aproximar cientistas da população.  

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial.

As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Foto: Leonardo Zacarin – Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CEPID-CeMEAI marca presença no Pint of Science

Coordenador de Transferência Tecnológica do Centro comandará mesa sobre inovação e ciências matemáticas

Entre os dias 18 e 20 de maio, a cidade de São Carlos será uma das sedes do Pint of Science, festival internacional de divulgação científica que ocorre simultaneamente no Reino Unido, na Irlanda, na França, na Itália, nos Estados Unidos, na Austrália, na Espanha, na Alemanha e, pela primeira vez, no Brasil.

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI) participará do evento, que tem como objetivo divulgar a ciência de um modo mais informal e divertido. A mesa de discussão do CeMEAI terá como tema a inovação em ciências matemáticas.

Ao lado de Francisco Louzada, coordenador de transferência tecnológica do CeMEAI e organizador da mesa, outras cinco autoridades no assunto discutirão como as ciências matemáticas podem ajudar a resolver os problemas das empresas e contribuir para promover a inovação no Brasil e como os desafios enfrentados pelas empresas podem levar as ciências matemáticas a evoluírem.

Os convidados da mesa do CeMEAI são o coordenador de transferência tecnológica do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CEPID-CDMF), Edson Leite, o agente de inovação e analista administrativo da Agência USP de Inovação, Eduardo Brito, o diretor da Stepwise, Emiliano Valério, o diretor da DNA Consult Genética e Biotecnologia, Euclides Matheucci Jr, e o diretor do CeMEAI, José Alberto Cuminato.

O público, além de assistir à mesa de conversas, também poderá participar do evento. Os pesquisadores envolvidos responderão a perguntas, abrirão espaço para comentários de quem quiser fazer parte da discussão e mostrarão, com exemplos, como seu trabalho funciona na prática.

A mesa do CeMEAI no Pint of Science será realizada na quarta-feira, dia 20, no restaurante Mosaico, que fica na rua Aquidaban, 1342. O evento tem início previsto para as 20h. Mais informações podem ser encontradas no site: www.pintofscience.com.br.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial. As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. 

As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Rolf Jeltsch fará palestra no dia 22 de maio no ICMC

O tema é “Modelagem e Simulação de Fluxo Compressível de Plasma em Disjuntor de Alta Corrente”

O professor visitante especial suíço Rolf Jeltsch foi convidado pelos docentes Elias Salomão Helou Neto e Igor Mencattini a dar uma palestra no Instituto de Ciências Matemáticas e da Computação, o ICMC. O tema é “Modelagem e Simulação de fluxo compressível de plasma em disjuntor de alta corrente”. Rolf está no país desde abril pelo Programa Ciências sem Fronteiras e fica até junho no Brasil.  

O pesquisador é PhD em Matemática pelo Instituto Federal de Tecnologia de Zurique. Ele sempre esteve envolvido com instituições da área. Fez parte de várias delas e em todas ocupou vários cargos, incluindo o de presidente: Sociedade Europeia de Matemática (EMS), Conselho Internacional de Matemática Aplicada e Industrial (ICIAM), Associação Internacional de Matemática e Mecânica Aplicadas (GAMM) e Sociedade Suíça de Matemática (SMS).

A palestra de Rolf Jeltsch será no dia 22 de maio, a partir das 14h no bloco 4, no auditório “Professor Luiz Antonio Favaro”.

Seguem o título do assunto a ser abordado por ele e o resumo (ambos em inglês):

Title:

Modelling and Simulation of Compressible Plasma Flow in a High Current Circuit Breaker

Abstract:

The main function of a circuit breaker is to switch off the electric current safely, in case of fault current. A mechanical force separates the contacts, and an arc starts to burn between the two contacts. This plasma is described by the resistive Magnetohydrodynamics (MHD) equations. The emphasis is on very high currents (10kA-200kA) and relatively high conductivity. Radiation is incorporated by adding a Stefan's radiation. To simulate the plasma in the arc the Nektar code developed by Brown University is adapted and extended. It is based on the Discontinuous Galerkin(DG) methods allowing for triangular or quadrilateral meshes in 2d and hexagonal or tetrahedral meshes in 3d.

GID is used for mesh generation. The code is extended to include Runge-Kutta time stepping, various accurate Riemann solvers for MHD, slope limiters and SF 6 gas data. It operates on both serial and parallel computers with arbitrary number of processors.The suitability of this Runge-Kutta Discontinuous Galerkin (RKDG) methods is analysed. In particular different numerical fluxes, different Riemann solvers and limiters, low and high order approximations on smooth and non-smooth solutions are investigated. Numerical results are given. This work has been performed by Patrick Huguenot and Harish Kumar in their Ph.D. thesis and by Vincent Wheatley.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP. O CeMEAI é especialmente adaptado e estruturado para promover o uso de ciências matemáticas (em particular matemática aplicada, estatística e ciência da computação) como um recurso industrial. As atividades do Centro são realizadas dentro de um ambiente interdisciplinar, enfatizando-se a transferência de tecnologia e a educação e difusão do conhecimento para as aplicações industriais e governamentais. 

As atividades são desenvolvidas nas áreas de Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Avaliação de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software. 

Além do ICMC, o CEPID-CeMEAI conta com outras cinco instituições associadas: o Centro de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal de São Carlos (CCET-UFSCar); o Instituto de Matemática Estatística e Computação Científica da Universidade Estadual de Campinas (IMECC-UNICAMP); o Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IBILCE-UNESP); a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT-UNESP); o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE); e o Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP).

Texto: Carla Monte Rey - Assessoria CEPID-CeMEAI

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Página 11 de 11