Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish

Comunicação CeMEAI

Comunicação CeMEAI

IV Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais tem início

Desafios das empresas foram apresentados e grupos já começaram a trabalhar

 

4 workshop

 

O Workshop de Soluções Matemáticas para Problemas Industriais chegou à sua quarta edição. De hoje, 16 de julho, até sexta-feira, 20, 130 participantes aceitaram o convite do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) e irão trabalhar em problemas reais de cinco empresas brasileiras presentes ao evento neste ano, que é realizado no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos. São elas: B2W Digital (participando com dois problemas), Engie Brasil - Energia, LNLS - Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, Raízen e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

No primeiro dia de atividades os representantes destas empresas apresentaram os problemas técnicos comentando os desafios e resultados esperados. Até a próxima sexta-feira, os grupos que têm coordenação de pesquisadores do CEPID-CeMEAI, vão trabalhar em cada caso, apontando as melhores soluções diante de problemas complexos e que impactam diretamente em várias áreas do mercado brasileiro tais como a resolução de falhas de plantio de cana-de-açúcar, melhorias na previsão de arrecadação do ICMC em SP ou rotas otimizadas e custos menores para operações de entregas de sites de vendas, entre outros.

O diretor do CEPID- CeMEAI José Alberto Cuminato lembrou que essa diversidade de problemas permite que os participantes atuem em áreas que não estariam habitualmente nas universidades que representam. “Este é um modelo de workshop onde todos deixam de ser passivos para serem ativos o tempo todo. Corremos contra o tempo para apresentar a evolução dos problemas, seus relatórios e prestação de contas às empresas e órgãos financiadores”, disse.

Taciana Oliveira Shimizu é aluna de doutorado em Estatística do ICMC e participa desde a primeira edição do workshop. “Eu fui gostando da dinâmica do evento e ele tem se tornado uma rotina pra mim”, disse. “Contribui porque a gente verifica os resultados em uma semana e temos acesso a dados que dificilmente encontraríamos e podemos aplicar depois na teoria do que estudamos o que aprendemos aqui”.

Já para Gabriela Iunes Depetri, pós- doutorado em Matemática Aplicada disse que se interessou pela oportunidade de sair um pouco da parte teórica. “É uma oportunidade de saber quais os reais problemas da indústria e como as minhas habilidades se aplicam, não necessariamente sendo a minha área de atuação, mas sei que posso contribuir e aprender”, comentou.

Ao final do workshop os grupos apresentarão os resultados obtidos, mostrando o progresso realizado e sugerindo para as empresas quais os melhores caminhos a serem trilhados para avançar na solução dos problemas apresentados.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar, IMECC-UNICAMP, IBILCE-UNESP, FCT-UNESP, IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Desafios de Pesquisa em Aprendizado de Máquina nas Universidades e Empresas

 

papa

João Paulo Papa

 

Resumo: Pesquisas em aprendizado de máquina têm obtido grande destaque nos últimos anos, principalmente por conta da quantidade de dados que têm sido gerados e a necessidade de uma análise mais criteriosa dos mesmos. Entretanto, quando tratamos do assundo pesquisa na universidade versus empresa, ainda existe um grande abismo entre o conhecimento gerado na academia e a sua aplicabilidade e impacto no ambiente corporativo. A palestra irá abordar desafios de pesquisa na área de aprendizado de máquina dentro das universidades e empresas, bem como destacar direções futuras da área que poderão ser de grande interesse do mercado corporativo.

jornal da usp

Os jogos da Copa do Mundo de 2018 começam no próximo dia 14 de junho, mas, para um grupo de estatísticos formado por membros de três universidades brasileiras, o torneio começou já faz tempo. Desde a Copa de 2006, eles desenvolvem modelos estatísticos de previsão dos resultados de eventos esportivos.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

jornal da usp

“Aprendi segredos que desconhecia, descobri mistérios que só a matemática pode explicar.” Esse é um dos depoimentos que um estudante de uma escola do ensino médio de Valinhos, interior de São Paulo, fez após assistir a uma aula sobre a sequência e a espiral de Fibonacci. O cientista italiano descreveu, no século 12, uma sucessão de números que aparece em muitos fenômenos da natureza; ao transformar esses números em quadrados e colocá-los em uma forma geométrica, é possível traçar uma espiral perfeita.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa!

ag fapesp logo alt

A Alemanha é o país com mais chances de ser campeão na Copa do Mundo de 2018, de acordo com modelagem estatística desenvolvida por pesquisadores do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos e do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) – um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

eptv logo

 

Chega nessa época do ano e todo brasileiro vira técnico de futebol. Muita gente gosta de arriscar palpites e participa do bolão. Mas qual é a chance de se dar bem nesse tipo de aposta?

 

CLIQUE AQUI para assistir à reportagem!

ge

Brasil e Alemanha é a final mais provável na Copa do Mundo da Rússia de 2018, segundo o projeto “Previsão Esportiva” do Departamento de Estatística (DEs), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A Alemanha, atual campeã, é a favorita para vencer a competição com 16,93% de chances.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

uol

A Alemanha é o país com mais chances de ser campeão na Copa do Mundo de 2018, de acordo com modelo estatístico desenvolvido por pesquisadores do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da USP em São Carlos e do CeMEAI (Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria), da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

bbc

Uma má notícia para a Seleção Brasileira na Copa da Rússia. A equipe é a terceira colocada no ranking das prováveis campeãs, com 13,27% de probabilidade de levar a taça. Em segundo lugar, está a Bélgica, com 13,93% de chance. E, em primeiro lugar, está a Alemanha, a vilã do 7 a 1 na Copa de 2014, com 17,57% de chance de vencer o torneio.

 

CLIQUE AQUI para ler a notícia completa!

jornal da usp

Com Neymar, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho o hexa vem, certo? De acordo com um grupo de estatísticos de diferentes universidades, não. Eles realizaram um estudo com dados objetivos e subjetivos que lhes permitiram chegar à conclusão de que a favorita é, mais uma vez, nossa carrasca da última copa: a Alemanha.

 

CLIQUE AQUI para acessar a reportagem completa!

Página 1 de 61