Imprimir esta página

Tese na área de metagenômica é premiada por centro de pesquisa alemão

Tese na área de metagenômica é premiada por centro de pesquisa alemão

Trabalho do aluno Jonas Kasmanas estuda a influência das dietas no bioma humano

 

Jonas Coelho Kasmanas

 

O sequenciamento do genoma humano está pronto, no entanto, os dados gerados por estudos de sequenciamento são significativamente complexos. A falta de informação todavia não impede que as pesquisas avancem nessa área, pelo contrário: a bioinformática está em plena revolução e foi essencial, por exemplo, para o estudo, detecção e o desenvolvimento das vacinas contra o novo coronavírus.

A bioinformática é uma união de conhecimentos de diversas disciplinas, como a ciência da computação, biologia, medicina, matemática e estatística. E é também a área de pesquisa de Jonas Coelho Kasmanas, aluno de doutorado do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, ICMC/USP-São Carlos e da Leipzig University. Ele tem orientação dos professores André Ponce de Leon Carvalho (ICMC) e Peter Stadler, na Alemanha. Sua tese, denominada Analysis and Classification of Human Microbiomes: detection of bioindicators and optimization through machine learning, teve seu primeiro capitulo publicado como HumanMetagenomeDB: a public repository of curated and standardized metadata for human metagenomes. A tese, que conta com o apoio do CEPID-CEMEAI, foi um dos seis trabalhos vencedores do Helmholtz Information & Data Science Academy HIDA – um prêmio da Helmholtz Association of German Research, a maior organização cientifica da Alemanha.

Jonas explica que o foco do trabalho submetido à premiação é a influência de diferentes dietas no microbioma humano. “É certo que possuímos mais genes das nossas comunidades microbianas do que os próprios genes humanos. No eixo intestino/cérebro há muitas perguntas que podem inclusive levar à soluções para doenças psiquiátricas”.

Ainda segundo ele, atualmente, o número de metagenomas em repositórios públicos está aumentando exponencialmente. “Esses bancos de dados permitem que os cientistas reanalisem amostras e explorem novas hipóteses. No entanto, a mineração de amostras deles pode ser um fator limitante, uma vez que os metadados disponíveis nesses repositórios são frequentemente mal anotados, enganosos e descentralizados, criando um ambiente excessivamente complexo para reanálise de amostra. O objetivo principal da nossa pesquisa é simplificar a identificação e o uso de metagenomas humanos públicos de interesse”, explica Jonas.

Uma das respostas que podem surgir do trabalho de sequenciamento desenvolvido por Jonas é nos mostrar os impactos do consumo de determinados alimentos da chamada agricultura moderna que poderia nos expor à bactérias mais resistentes aos antibióticos, por exemplo. “Nesse estudo contamos com fezes fossilizadas não expostas às mesmas bactérias, o que pode nos levar a resultados distintos sobre descobertas de doenças para quem mantêm diferentes dietas, como àquelas baseadas no consumo de carnes ou não”.

E foi com esse estudo, que é parte de sua tese, que Jonas recebeu o reconhecimento do instituto de pesquisa alemão e um prêmio em dinheiro. “Vencer esse prêmio é um importante reconhecimento. Sabemos que no exterior as pesquisas são mais valorizadas. Muitas vezes, no Brasil, nos sentimos isolados. Saber que meu trabalho chamou a atenção de uma importante associação de pesquisa como a Helmholtz é, acima de tudo, uma mostra de que o que você está descobrindo está no caminho certo, é um incentivo para me dedicar e continuar”, finalizou Jonas.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.


Raquel Vieira - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações:

Assessoria de Comunicação do CeMEAI

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Telefone: (19) 99199-8981

Última modificação em Terça, 07 Dezembro 2021 14:07