ptzh-CNenfrdeitjarues

Reunião no CeMEAI marca avanços em parceria para cidades inteligentes

Reunião no CeMEAI marca avanços em parceria para cidades inteligentes

Projeto piloto do centro IARA é desenvolvido em Canaã dos Carajás/PA

 

reuniao canaa 1

 

Na última segunda-feira (23), representantes da cidade de Canaã dos Carajás, no Pará, visitaram a sede do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) para uma reunião a respeito da parceria que vem desenvolvendo iniciativas no sentido de transformar o município paraense em uma cidade inteligente.

Iniciado em 2020, o trabalho é um esforço conjunto entre Canaã dos Carajás e o projeto Inteligência Artificial Recriando Ambientes (IARA), que conta com o apoio do CeMEAI. O principal objetivo do IARA é o desenvolvimento de pesquisa e tecnologia nas áreas de Inteligência Artificial e Internet das Coisas de 5ª geração, mas já visando a 6ª geração com modelos focados no desenvolvimento de eixos principais como comunicação, energia, mobilidade, saneamento, segurança, saúde, educação e lazer.

A reunião desta semana foi pautada em discutir os próximos passos da parceria. “No início da colaboração, foi montada a infra-estrutura na cidade, com recursos para comprar um servidor para armazenar e processar dados, e feitas algumas provas de conceito na parte de saúde, segurança, detecção de água parada, que pode ser foco do mosquito da dengue e leishmaniose, e também um aplicativo para a população poder conversar com a prefeitura, pedir serviços e acompanhar como os serviços estão sendo realizados. Esse é o ponto em que estamos atualmente. Agora vem a segunda fase, que é colocar tudo isso pra rodar na cidade”, explica o professor André de Carvalho, professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos, pesquisador do CeMEAI e um dos coordenadores do IARA.

“O nosso intiuito não é apenas pensar em inovação e tecnologia para a gestão, mas é pensar tudo isso para a nossa cidade, para a nossa população. E aqui, ao conhecer os professores, conhecer todo o projeto aqui, também desenvolvido na USP e apresentado pelos professores, a gente entende que é algo bem maior mesmo e que nós estamos no caminho certo, que é o planejamento, não apenas sonhar, idealizar, sem planejar”, comemora a prefeita de Canaã dos Carajás Josemira Gadelha.

reuniao canaa 2

Além do ICMC e do CeMEAI, o IARA conta com cerca de vinte universidades do Brasil e do exterior, governos e iniciativa privada. Uma das instituições que fazem parte da rede é a Facens, da cidade de Sorocaba, em São Paulo, que é responsável pela coordenação de educação e transferência de conhecimento do projeto. O reitor da Facens, Fabiano do Prado Marques, também participou da reunião. “Já existe o desenvolvimento de algumas metodologias, de alguns modelos de inteligência artificial que propiciam algumas facilidades pra vida na cidade no dia-a-dia, como, por exemplo, identificação de lixo, de sujeira, monitoramento em câmeras de segurança. Diversas aplicações da inteligência artificial já estão sendo trabalhadas, algumas delas já em prática, tanto que nas prefeituras, como em Canaã dos Carajás, mas também em empresas parceiras, como, por exemplo, no grupo Splice, que já tem diversas soluções, como a parte de governança de gestão inteligente de iluminação pública. Onde isso vai parar? Acho que nem nós sabemos responder essa pergunta ainda, mas é um futuro promissor, são quase 100 pesquisadores no grupo e diversas empresas de tecnologia de ponta. A ideia é criar um ecossistema bastante promissor e com aplicações usadas no país inteiro e talvez até no mundo inteiro. Pra frente, o céu é o limite”, prevê.

Além de André, Josemira e Fabiano, também participaram da reunião Nandamudi Vijaykumar, de Unifesp e INPE e Coordenador de Relações Internacionais do IARA, Renato Francês, da UFPA e Coordenador de Relações Nacionais do IARA, Acioly Cancellier, do INPE e Coordenador de Relações Institucionais do IARA, e Luísa Paseto, aluna de pós-doutorado do ICMC. Da comitiva de Canaã dos Carajás, vieram Roberto Andrade Moreira, Jorge Tomazi Trajane e Jefferson de Almeida Silva.

 

Sobre o CeMEAI

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O CeMEAI é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em três áreas básicas: Ciência de Dados, Mecânica de Fluidos Computacional e Otimização e Pesquisa Operacional.

Além do ICMC-USP, CCET-UFSCar / IMECC-UNICAMP / IBILCE-UNESP / FCT-UNESP / IAE e IME-USP compõem o CeMEAI como instituições associadas.

 

Leonardo Zacarin - Comunicação CeMEAI

 

Mais informações

Assessoria de Comunicação do CeMEAI: (16) 3373-6609

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Última modificação em Segunda, 30 Mai 2022 13:27